Publicidade
Ads
Ads

Dermocosméticos, nutracêuticos, prebióticos, probióticos, simbióticos, qual a função de cada um deles? Por que devem ser usados?

Atualmente, dentro do segmento estético, observa-se uma tendência de valorização e busca por cosméticos minimalistas, com ativos naturais e personalizados.

O é o conjunto dos microrganismos que habitam um determinado ambiente, no caso aqui, a pele. Como a composição do microbioma é influenciada por fatores externos, para o desenvolvimento de uma formulação cosmética é necessário caracterizar e determinar a composição da microbiota do grupo alvo para quem o produto será desenvolvido. 

Com uma diversidade de produtos ofertados ao público se faz necessário conhecer mais sobre eles.

O que é um dermocosmético? Dermocosmético nada mais é do que a associação entre um ativo farmacológico com um cosmético.  O princípio ativo farmacológico tem a função de promover uma ação específica naquela região e o cosmético tem ação imediata, alterando a aparência de forma imediata com o intuito de embelezar. O dermocosmético tem a sua ação e eficácia cientificamente comprovada no tratamento de uma disfunção .

O que é um nutracêutico? O nutracêutico é um tipo de suplemento alimentar que utiliza a forma concentrada de um composto alimentar. Ou seja, eles são produzidos naturalmente a partir do componente de um alimento funcional, só que de forma mais otimizada e concentrada. Alguns fitoterápicos bem conhecidos são o ômega 3 (extraído de peixes de água fria ou algumas sementes), resveratrol (extraído da uva), entre outros. Os trazem grandes vantagens para a porque eles utilizam elementos naturais e, por terem uma concentração maior de nutrientes, são mais efetivos na de doenças. Além disso, eles são reconhecidos e absorvidos pelo organismo de forma .

O que é um prebiótico? Os prebióticos são componentes alimentares não-digeríveis que afetam beneficamente o hospedeiro pelo estímulo seletivo da proliferação ou atividade de populações de bactérias desejáveis.  Compostos por alguns tipos de fibras dietéticas, como os frutooligossacarídeos (FOS), a inulina e galactooligossacarídeos (GOS) que atuavam no crescimento de bifidobacterium e lactobacillus. Atualmente, o termo prebiótico tem sido expandido a diferentes classes de moléculas, sendo que o conceito vem sofrendo alterações. O conceito mais atual de prebióticos foi elaborado pela Associação Científica Internacional de Probióticos e Prebióticos (ISAPP), sendo considerados como o alimento para os probióticos, conferindo benefícios à saúde.

O que é um probiótico? De acordo com a legislação RDC nº 243 de 2018, os probióticos são definidos como “microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefício à saúde do indivíduo” sendo capazes de melhorar o equilíbrio da microbiota intestinal.

O que são simbióticos? Os simbióticos são produtos alimentares que combinam probióticos – suplemento alimentar microbiano vivo – e prebióticos – componentes alimentares não digeríveis –, atuando sobre a microbiota para beneficiar a saúde do indivíduo.

Os cosméticos prebióticos estimulam seletivamente o crescimento da flora microbiana benéfica da pele, produzindo substâncias que favorecem a barreira natural cutânea, auxiliando na recuperação da pele quando ela é danificada, auxiliando positivamente nos tratamentos de disfunções estéticas como a acne, a dermatite atópica e a rosácea. Quanto maior a diversidade biológica do microbioma, mais saudável é a pele.

Os cosméticos probióticos são feitos com algumas cepas de bactérias vivas, por exemplo, Lactobacillus, que podem ser aplicados na superfície da pele, sendo extremamente seguros.

Esses componentes estimulam as defesas cutâneas, protegendo e devolvendo a sua homeostase, podendo ser utilizados de forma oral ou tópica, aplicando-se diretamente sobre a pele. Observa-se que o uso tópico contínuo proporciona uma maior hidratação da pele e efeitos imunomoduladores positivos, auxiliando na proteção contra microrganismos danosos.

Seja na forma de prescrição magistral (fórmulas manipuladas) ou dermocosméticos, essa tendência que se iniciou na pandemia veio para ficar. 

Se você precisa de orientação para usar esses produtos em seu cuidado com a pele ou está com alguma disfunção estética mencionada poderá entrar em contato comigo e marcar uma avaliação individual.

Claudia Rosolia

Tecnóloga em Radiologia e Biomédica Esteta Títulos e Especializações: Mestre em Ciências da Saúde - Oncologia, Doutoranda em Oncologia, Pós graduanda em Biofotônica. Área de atuação: Biomedicina, Estética, Radiologia, Oncologia, Biofotônica / Ensino Instagram: @cosmeceuticaestetica CRBM1: 56.965

Todos os posts

Posts Relacionados

  • All Post
  • Beleza
  • Bem estar
  • Convidados
  • Editorial
  • Entrevistas
  • Estética
  • Notícias
  • Saúde
Fonte Freepik

8 de março de 2024/

Dia Internacional da Mulher – Nossa homenagem será durante todo o mês de março O Dia…

Publicidade
Ads
Ads

Nota: A informação online é valiosa, mas não substitui a consulta médica. Websites oferecem conhecimentos gerais, porém, cada pessoa é única. A avaliação profissional personalizada é crucial para diagnósticos precisos e tratamentos adequados. Autodiagnóstico e automedicação apresentam riscos. Médicos atualizam constantemente seu conhecimento. Consultas regulares são essenciais para detectar precocemente problemas de saúde. Use a internet como complemento educacional, mas confie no profissional de saúde para decisões informadas sobre seu bem-estar.

© 2024 Lume Saúde e Beleza | Todos os direitos reservados | CNPJ: 52.292.734/0001-95

Criado por www.digitalpathx.com.br

Categorias

Tags