Publicidade
Ads
Ads

Obesidade – Letícia Margallo

MULHERES QUE INSPIRAM OUTRAS MULHERES

Quando a deixa de ser uma questão de e passa a ser questão de ?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a obesidade é uma doença crônica, progressiva e recidivante, representando uma epidemia global, sendo que por definição, é uma doença crônica e recidivante, que voltará sempre que deixar de ser tratada. Seu tratamento é tão complexo quanto a sua origem. Pensar em obesidade apenas como falta de exercícios ou excesso de comida é um erro muito comum e que coloca a culpa no portador da doença.

A verdade é que obesidade só se instala em um terreno fértil, que favorece não só o início mas também a manutenção do excesso de peso. Esse terreno fértil tem relação íntima com a genética, com hábitos criados desde a primeira infância, com a rotina diária, com o manejo das emoções, pensamentos sabotadores, qualidade do sono e rede de apoio.

É nesse terreno fértil que as raízes se fortalecem e dão origem à árvore que tem a obesidade como tronco e diversas outras doenças como galhos e folhas. Dentre as doenças causadas e perpetuadas pela obesidade estão as mais diversas: diabetes, hipertensão, apneia do sono, esteatose hepática que são as mais conhecidas, mas também depressão, isolamento social, , insônia e compulsão alimentar que mantém o ciclo vicioso em um crescente. Há ainda as questões relacionadas com o impacto do excesso de peso nas articulações e demais órgãos e sistemas, com aumento do risco de limitações físicas, crônicas, doença renal e cardiovascular relacionadas à sobrecarga.

Sendo assim, podemos perceber que obesidade (definida como IMC* > 30 kg/m2 ou PGC** > 30%) SEMPRE é uma questão de saúde e precisa ser abordada com seriedade. O tratamento deve ser multimodal com uma equipe formada por médico, nutricionista, psicoterapeuta, fisioterapeuta, educador físico, com otimização do controle de doenças associadas. A formação de um grupo de apoio faz total diferença no tratamento não só da obesidade, mas de toda essa árvore que se apoia sobre ela.

A mudança do é uma forma de tornar esse solo mais favorável à manutenção do novo peso, de modo que a manutenção do peso saudável seja possível, mas até o presente momento, não contamos com uma cura para a obesidade, que deve ser mantida “no radar” por toda pessoa que já cruzou essa linha, mesmo que no presente esteja controlada. Imagine-se em uma escada rolante que sobe, você tem a opção de ficar parado e será rapidamente levada para cima ou se manter continuamente em movimento para baixo. Quando existe a necessidade de baixar de patamar de peso o ritmo precisa ser acelerado, mas mesmo quando alcançou o peso desejado, para se manter ali, precisará manter o esforço de seguir descendo a escada.

Perder peso não é fisiológico e o organismo conta com inúmeras formas de adaptação para dificultar a perda de peso e facilitar o reganho. A cada quilo perdido temos aumento de e redução de gasto calórico. Pensando em facilitar a jornada do paciente com obesidade que decide buscar ajuda para perda de peso, percebi que quanto menos tomadas de decisão forem necessárias mais chances de se manter engajado e que quanto maior a rede de apoio e o espaço para conexão e pertencimento mais eficaz era o tratamento. Por isso, criei o Fique Leve, um programa voltado para otimização da perda de peso, com grupo de suporte profissional e social, mensagens recorrentes para manter a motivação e o engajamento, acompanhamento que pontos chave semanalmente como o peso e as metas de ação definidas em cada consulta individualmente, além de encontros on-line e presenciais para fortalecer o vínculo entre os participantes e criar uma verdadeira comunidade que se impulsiona em direção aos hábitos melhores e mais saudáveis.

No Fique Leve temos atendimento endocrinológico, realizado diretamente por mim, nutricional realizado pela Dra. Fabiana Molleta e de psicologia e terapia cognitivo comportamental com a Dra. Cristiana Leite. Todas mulheres que criaram um ecossistema para facilitar a vida de todos, mas principalmente das mulheres que tem tantas missões na vida e uma delas costuma ser organizar a rotina da família e, muitas vezes se colocam em segundo plano.

No Fique Leve temos um sistema de Gameficação que são pulseiras de diferentes cores que representam a fase e a perda de peso já alcançada: branca para iniciantes, cinza claro para os primeiros 5%, cinza médio para 10%, cinza escuro para 20% de peso eliminado e a faixa preta após a meta ter sido alcançada, para iniciar a na fase de manutenção.

Além das consultas, é montado todo um ecossistema que favorece a adesão e amplifica os resultados. Mais que um plano de acompanhamento, uma comunidade em prol de mais saúde e .

Hoje o Fique Leve já tem mais de 100 participantes e quase meia tonelada de peso eliminada, de forma saudável, sustentável e Leve, sem sofrimentos. Procuramos oferecer o maior número de soluções para a pessoa com obesidade e essa é a minha verdadeira obsessão, hoje além de atendermos presencialmente com avaliação corporal completa com bioimpedância, exame físico e uma anamnese super cuidadosa, também atendemos via teleatendimento pessoas de espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, sem perder a qualidade. Conexão, vínculo forte e suporte são algumas das características-chave do atendimento Fique Leve, análise de exames complementares pedidos de forma individual e de acordo com as necessidade e formulação de um plano de tratamento que seja adequado em cada cenário são fundamentais para manter a qualidade e eficiência do programa. Outras formas de facilitar o processo são a participação em um grupo com seus profissionais responsáveis, para trocas de informação entre eles e o paciente envolvido e todos poderem permanecer na mesma página ao longo do tratamento, o contato com outros médicos assistentes já envolvidos é muito importante para mim.

O Fique Leve Cardápios é uma solução que pode ajudar desde os pacientes dos nossos programas de acompanhamento até alguém que não é nosso paciente (ainda) mas gostaria de facilitar a rotina na hora de definir refeições saudáveis do dia a dia. Nessa opção a minha nutricionista parceira, Dra Fabiana Molleta, monta, baseado em um questionário respondido pelo cliente, um cardápio para 30 dias, liberado semanalmente com lista de compras e livro de receitas. É uma verdadeira mão na roda na hora de planejar a semana e não se deixar levar pelas facilidades nada saudáveis.

E para quem não sabe cozinhar comida saudável e gostosa, fizemos o Fique Leve Cozinha um programa 100% online e gravado, com receitas práticas, saborosas e saudáveis para você fazer em 20 min e não enjoar da , tudo isso com muito bate papo entre eu e a Dra. Fabiana Molleta sobre o impacto da forma de cozinhar no nosso dia-a-dia e te preparando para se virar muito melhor na cozinha.

Com certeza muitas outras soluções se juntarão à família Fique Leve, com um objetivo principal: facilitar a sua jornada e da sua família rumo ao estilo de vida saudável e sustentado. Olhamos para a sua saúde integralmente: corpo e mente.

Sou Dra. Leticia Maria Alcantara Margallo, médica formada pela UFRJ, fiz clínica médica na UERJ e voltei para fazer a Residência médica em , Nutrologia e Metabologia na UFRJ. Tenho uma verdadeira paixão por estudar e procurar formas de tornar vidas mais leves e saudáveis tem sido a minha missão desde 2017, quando tive minha primeira filha, Maria Eduarda hoje com 6 anos e se intensificou após a pandemia em 2020 e a chegada do meu segundo filho, Henrique, no mesmo ano. Estar tão próximo do adoecimento de tantas pessoas e enxergando o abalo e físico experimentado por todos, inclusive por mim, foram a virada de chave que me faltava para dedicar mais energia e tempo e desenvolver soluções para pessoas comuns, mas que estavam fragilizadas física e emocionalmente, assim surgiu minha clínica: Dra. Leticia Margallo – Endocrinologia Integral, com a missão de me conectar com cada pessoa que passava por mim e impactar a sua vida da melhor forma possível. 

Dra. Letícia Maria Alcantara Margallo

Formação

Médica Especialista em Endocrinologia, e Metabologia.

CRM 52-95849-2/RQE 27838

Idealizadora do Fique Leve!

Proprietária da clínica: Dra. Letícia Margallo – Endocrinologia Integral

Endereço: Av. Ayrton Senna, 2600, Office I, bloco 5, sala 252, – Link Mall e stay, Barra da Tijuca – RJ.

Atendemos pacientes de todo Brasil através do teleatendimento.

Telefones: 21 97202-0703

Instagram: @draleticiamargallo

Redação Lume

Somos a redação da Lume, buscamos em sites relacionados com Saúde, Beleza, Estética e Bem-estar informações relevantes no mundo para você.Se quiser publicar a sua matéria em nosso portal envie e-mail para redacao@lumesaudeebeleza.com.br

Todos os posts

Posts Relacionados

  • All Post
  • Beleza
  • Bem estar
  • Convidados
  • Editorial
  • Entrevistas
  • Estética
  • Notícias
  • Saúde
Fonte Freepik

8 de março de 2024/

Dia Internacional da Mulher – Nossa homenagem será durante todo o mês de março O Dia…

Publicidade
Ads
Ads

Nota: A informação online é valiosa, mas não substitui a consulta médica. Websites oferecem conhecimentos gerais, porém, cada pessoa é única. A avaliação profissional personalizada é crucial para diagnósticos precisos e tratamentos adequados. Autodiagnóstico e automedicação apresentam riscos. Médicos atualizam constantemente seu conhecimento. Consultas regulares são essenciais para detectar precocemente problemas de saúde. Use a internet como complemento educacional, mas confie no profissional de saúde para decisões informadas sobre seu bem-estar.

© 2024 Lume Saúde e Beleza | Todos os direitos reservados | CNPJ: 52.292.734/0001-95

Criado por www.digitalpathx.com.br

Categorias

Tags